quarta-feira, 8 de abril de 2009

BBB 9 - Pela primeira vez, um jogador confesso ganha o jogo

Essa não é a primeira vez que falo desta edição do Big Brother Brasil, reality show produzido e transmitido pela Rede Globo de Televisão e que, neste ano, completou a sua nona edição. Também não será a primeira, e pelo promessa de novas edições, não será a última vez que falo aqui sobre a tal da macaquização a que os tais participantes se submetem em busca de votos, admiração, torcida e audiência para si. Definitivamente, a cada nova evolução, o programa mostra o quanto as pessoas precisam produzir um personagem cuja função é angariar simpatizantes.

Na final transmitida nesta última terça-feira, 07 de abril, três meses após o primeiro programa que apresentou os competidores, ocorreu um detalhe que até então não havia ocorido. Se o tal show se propõe como um jogo, onde o vencedor recebe um prêmio milionário, é a primeira vez que um competidor que se assumiu enquanto tal consegue vencer. Em um misto de hipocrisia e inocência, o público em outras edições condenava, sistematicamente, todos aqueles que assumiam estar jogando. No futebol, show pelo qual eu tenho mais apreço, seria o mesmo que dizer que o melhor jogador é aquele que entrou em campo só para brincar e o pior é aquele que joga sério, compenetrado e focado no seu objetivo. Estranha a antítese.

De certa forma, o público fiel do tal BBB acaba por amadurecer. Se não é um programa culto, reflexivo, artisticamente planejado, até porque nunca se propôs a tal, o Big Brother não é mais o show de horrores e de estereótipos de outrora. Não é mais um programa onde o único objetivo é... não ter objetivo, a não ser ficar lá. A produção do programa também teve que amadurecer. Provas e missões que exigem mais dos participantes, reviravoltas no jogo que o torna menos previsível e outras artimanhas criadas, primeiro para angariar audiência, acabaram por transformar o confinamento puro e simples em um jogo maior, de raciocínio, resistência e frieza. Se continua sendo um zoológico, acaba sendo uma jaula onde pode-se observar os macacos competindo de verdade pela banana maior.

Ah, e antes que eu me esqueça, o tal jogador que jogou, disse que estava jogando e ganhou o jogo é o tal do Max. Mas no final, isso é o que menos importa, não é mesmo?
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails