segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

O Clã das Adagas Voadoras (2004)

Shi Mian Mai Fu (O Clã das Adagas Voadoras) - Zhang Yimou, 2004

No ano 859, a China passa por terríveis batalhas. Entra em uma era de decadência e corrupção e o governo dominado pela Dinastia Tang é incapaz de lutar contra os grupos que se rebelam. Dentre eles, o mais poderoso e prestigiado é o Clã das Adagas Voadoras. Em uma tentativa de desmantelar a organização dos rebeldes, Leo e Jin, dois soldados do exército oficial, são incumbidos de capturar o desconhecido líder do grupo e, assim, elaboram um plano, onde Jin se disfarça como um combatente solitário, ganha a confiança de um membro do clã, a garota cega Mei e, assim, infiltra-se no grupo. O que os dois soldados não esperavam é o sentimento que a bela revolucionária despertaria em ambos. O cinema chinês tem buscado, em uma de suas vertentes, resgatar a grande magia e poesia dos ideais das artes marciais. Para tanto, cineastas com Yimou têm buscado o perfeito equilíbrio entre o drama e as grandes questões do espírito humano e as artes do corpo. O Tigre e o Dragão, vencedor de um Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e Herói, também dirigido por Yimou são outros exemplos de como o cinema chinês se preocupa com esta que é uma particularidade oriental e que, aos olhos ocidentalizados, pode soar estranho e até irreal. O filme é caracterizado por suas belíssimas coreografias, que misturam luta e dança. Seja pelo movimento com espadas, bastões ou as adagas citadas no título, seja pelos altos vôos alçados por entre finíssimos bambus, o tempo de uma batalha no filme se difere completamente de outros filmes de artes marciais, mesmo os de Hong Kong. As direções de arte e de fotografia também têm um papel muito importante na construção poética do filme, abusando do uso de cores e contrastes que enchem os olhos do espectador e se distanciam ainda mais do cinza metropolitano dos dias atuais. O verde enche a tela em grande batalhas nos bambuzais e a neve branca entra em contraste com as personagens e o sangue que delas escorre. Somando-se à trilha sonora tipicamente chinesa, cria-se então uma atmosfera onírica. Já não se divide as personagens entre os bons e os maus e nem se busca causar torcida para que um ou outro lado saia derrotado. Que vença a poesia!



Ficha Técnica
Título Original: Shi Mian Mai Fu
Tempo de Duração: 119 minutos
Ano de Lançamento (China): 2004
Direção: Zhang Yimou
Roteiro: Zhang Yimou, Li Feng e Wang Bin
Produção: William Kong e Zhang Yimou
Música: Shigeru Umebayashi
Fotografia: Zhao Xiaoding
Desenho de Produção: Huo Tingxiao
Direção de Arte: Han Zong
Figurino: Emi Wada
Edição: Cheng Long
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails