quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Brasilianas - Chuá Chuá e Casinha Pequenina (1945)


Durante sua passagem pelo INCE - Instituto Nacional de Cinema Educativo (para saber mais, acesse aqui um artigo sobre o órgão), Humberto Mauro teve a oportunidade de tratar em seus filmes o seu tema mais caro: o Brasil rural. O conjunto de curta-metragens
Brasilianas é comporto por alguns deles.
O primeiro dos filmes desta série, Chuá Chuá, como a própria onomatopéia anuncia, é uma homenagem às corredeiras calmas, de água límpida e movimento suave. A música popular que acompanha o curta dá o tom de tranqüilidade e as imagens praticamente ilustram a sua letra, acompanhando o ritmo sossegado do campo. Como o próprio cantor evoca, “a fonte 'canta' chuá chuá”. O ambiente é todo tomado de planos abertos, e mesmo as figuras humanas só estão lá como parte de um todo. O campo é o personagem principal e tudo, sem exceções, faz parte. Os planos próximos são direcionados única e exclusivamente no córrego, em várias tomadas diferentes. Um destaque importante são as gaiolas. Em um ambiente onde tudo parece estar em harmonia com a terra, com aquele “chão”, a limitação dos pássaros em pequenos espaços destoa do perfeito equilíbrio. A presença do homem, mesmo em um ambiente extremamente ligado com a natureza, se fizesse perceber.
Mesmo em Casinha Pequenina, onde o tema não é exatamente a moradia, mas sim o amor que lá nasceu, novamente há a referência do pássaro preso em uma gaiola. A música, quase que no mesmo ritmo calmo e suave da anterior, celebra o amor e, nesse momento, um casal de enamorados surge na cena, novamente como parte de um todo, mas interferindo. Carregam madeira cortada, certamente para o fogão de lenha. Diante à beleza do córrego, remetendo a Chuá Chuá, eles param e se prestam a deixar o trabalho de lado para poder namorar à beira d'agua. A corredeira, aliás, dita o ritmo e o movimento do lugar. O campo, a roça, o chão, a terra ilustram as canções populares tipicamente brasileiras. Em ambos os filmes, nota-se uma certa nostalgia do autor, remetendo a um tempo que parece ter passado. Ao mesmo tempo, tem-se a impressão de atemporalidade. Não há datamento dos elementos e o filme parece, mesmo nos dias atuais, um retrato da vida e do ritmo do campo.


Ficha Técnica
Título: Brasilianas: Canções Populares - "Chuá Chuá..." e "Casinha Pequenina"
Duração: 7 min
Ano: 1945
Gênero: Documentário
Cor: PB
Direção, Fotografia e Montagem: Humberto Mauro
Arranjo: Maestro Aldo Taranto

Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails